7.11.07

Suas fingidas!

Estavamos todas à volta da mesa e os pudores tinham todos ficado fora daquela sala.
- Vocês fingem?
- Fingir como?
- Olha-me esta...
Conclusão. Sim, todas já fingimos.

11 comentários:

hobbes disse...

vou dizer aqui uma coisa que nao digo todos os dias..
isto porque este blog tem convidados..
nenhum deles sabe quem sou que é a melhor parte..
-as mulheres não têm sempre orgasmos, mas a pior parte é quando a outra pessoa se sente frustrada e fica meia hora a falar disso..e qualquer mulher,pelo menos eu, diz "va la deixa estar" mas a pessoa continua a culpar-se..e por fim chego à conclusao que vejo muito mais angustia por coisas dessas do que por erros que as vezes parecem mais pequenas mas não sao
ok, sexo é importante, o orgasmo sabe bem..mas....há sempre oportunidade de se repetir
não?

Debbie Harry disse...

Pelo menos um sabe quem tu és. Anda é desaparecido e tal...mas é tudo boa gente. Fala! E ainda por cima, tens razão...

shark disse...

Realmente a meia hora desperdiçada a falar do "fracasso" seria muito melhor empregue na tal repetição. Não?

O orgasmo, na minha ideia de homem (e necessariamente bronco nestas coisas), depende acima de tudo do grau de excitação a que chegamos quando nos deixamos de preliminares que, por sua vez, são antecedidos da criação de um clima propício para finalmente nos comermos como se o mundo acabasse amanhã.
(Corrijam-me se estiver errado, não sou o Zézé Camarinha nem o Júlio Machado Vaz.)
Assim sendo, o orgasmo constrói-se por etapas. E custa-me a acreditar que com uma pessoa estimulante e com os passos certos no sentido que resumi seja possível sequer evitá-los (os orgasmos).
Sou um lírico, eu sei.
E acabo de me expor à chacota...

shark disse...

Um pequeno acrescento, na parte dos preliminares:
Em boa parte das minhas experiências o primeiro (alegado) orgasmo aconteceu no decorrer dessa fase de exploração dos corpos, de "aquecimento".
E aí não faz sentido simular um orgasmo, já que podem (ou têm que) simulá-lo depois. Certo?

Debbie Harry disse...

Não sei, acho que há situações em que os preliminares não fazem sentido, lamento desiludir com esta conversa pouco feminina. São muito importantes mas não têm de acontecer sempre. Atenção que não estou a defender uma postura inflexível, apenas a adiantar possíveis formas de se estar no sexo consoante as situações. Às vezes pensamos que vai ser assim tipo foguete a ir para a lua e acaba por não ser. Mas a culpa não é apenas de um e estes posts têm por objectico provocar mais do que esclarecer...são conversas longas e as opiniões são muitas.

shark disse...

Também eu não pretendi ser inflexível, embora aprecie bastante essa fase quando ela se verifica.
Mas insisto na tónica optimista. E posso porque tenho uma pila e isso faz toda a diferença no teor das nossas fés como das nossas opiniões.

vague disse...

lol,
'gostei muito deste bocadinho'
é uma coisa muito erótica :P

vague disse...

No sexo, que é a coisa mais natural do mundo, natural mas sem querer dar à coisa carácter banal

(q acontece muito hoje, a sociedade está mta sexualizada e paradoxalmente as pessoas têm mtas angústias e são pouco libertas em relação a isto)

no sexo, dizia eu,
não há regras estabelecidas, receitas, ou seja,não tem q haver preliminares sempre, as mulheres nem sempre os querem, sabiam? qdo se começa a ler nas revistas as receitas para a coisa funcionar, penso, bom, mas isto não é mecânico! O seco é o nosso lado mais instintivo e animal. Tem q se deixar fluir. Deixar fluir até a falta de vontade do momento, se acontecer. Sem stress e sem culpas. o sexo não é sempre selvagem e nem sempre rasga as roupas como nos filmes (se alguém me rasgasse a roupa havia de ver, tinha de ter um bom motivo, sei lá, força demasiada e a carteira recheada para ir de seguida à victoria secrets).

E ora é lento, ora é rápido; improvisa-se e muito importante: o sexo não começa qdo se fecha a porta do quarto.
É uma das coisas melhores da vida, sobertudo se com a pessoa certa (ou as pessoas certas que nos aparecem nas várias etapas da vida e do nosso próprio desenvolvimento pessoal)

e agora chega, Debbie. Esgotei o plafond de palavras :)

Debbie Harry disse...

É muito isso!

shark disse...

As coisas que um gajo aprende neste espaço...

Randomsailor disse...

Este blog ficou muito mais interessante, e eu muito mais informado...

Pronto debbie, já estou mais contente agora que pude voltar a aceder a este espaço...:)

stay well