16.7.07

Os Doors são a minha banda favorita.

Tinha eu 11 anos e estava em casa do Jorge e da Rosalina com os meus pais. Eles tinham um apartamento muito giro ali na Corujeira. Recordo-me do sofá branco, muito grande e fofo, e de uma estante enorme com discos de vynil e aparelhagem. O Jorge punha sempre a música muito alta e dizia mal dos russos, muitas vezes, parecia maluco. Um dia pôs o Absolutely Live e disse-me que eu ia ouvir música do outro mundo. Ouvi isto:

"When I was back there in seminary school

there was a person there who put forth the proposition

that you can petition the Lord

with prayer

petition the Lord with prayer

petition the Lord with prayer

you cannot petition the Lord

with prayer."

Não percebi um caraças, apesar de já saber algum inglês. Mas gostei muito.

Ao chegar a casa, vasculhei os singles do meu pai e lá encontrei a Love Street, a Unknown Soldier.

Fui praticamente obcecada pelo Jim Morrison durante toda a adolescência.

2 comentários:

Suspeita disse...

Por acaso os meus pais nunca penderam muito para esse tipo de sons, logo, não me lembro de ouvir os Doors, a não ser mais tarde... De qualquer forma, gosto de algumas músicas, mas não sinto que me tivessem marcado, musicalmente falando! ;)

the girl in the other room disse...

E o vynil que o meu pai te emprestou, ah? :) lol